Ouvinte

Querido,  você deveria ter me trazido flores no nosso encontro. Jamais poderia imaginar que aquele sábado fosse, pelo que nos parece, a única vez que nos veríamos em toda nossa vida. Realmente não sou mais a mesma, aquela que tanto te interessou mas não se sabia interessante ou interessada. Tomei muitos outros porres depois daqueles primeiros […]

Leia Mais "Ouvinte"

Beco

Os outros retratos são inofensivos Neles não sou eu quem sorri Vejo imagens de amores passivos Para quem, de indiferença, morri. Nós dois, escancarados na moldura Temos as mesmas bocas sedentas De falas violentas Prévios a nosso instante de loucura. Não me deixarei convencer De seu rosto sério não ser infeliz Ri! Ri como ria […]

Leia Mais "Beco"

Mono

Nao poderia o meu amor estar comigo. Se pudesse estaria dormindo E eu nao perderia tanto tempo dizendo o que digo Descansaria, enfim, de estar sempre pedindo. Tenho a impressão de que, de repente, Fiquei outra, lavada e escorrida Perdi o olhar que nunca mente E aquelas conversas de saber a vida. Cai a noite […]

Leia Mais "Mono"

Ave

Suja, imunda, sujinha Está cheia de esterco sua carinha O nojo impregnou seu ar. Pobre, ingenua, pobrezinha Colocou, onde não devia, a mãozinha E não tem água pra se lavar. Tola, criança, tolinha Não haviam brinquedos na caixinha Colocou-se a si pra brincar. Moça, novata, mocinha Usa as sobras da sopa de letrinha Pra se […]

Leia Mais "Ave"

Utilidade

A poesia é íntima e obscena Não conte a ninguém que lhe escrevo Olhariam para mim com raiva ou pena Por assinar palavras que ainda devo. Insônia seletiva, as vezes durmo, as vezes falo Sinto a noite um gosto apodrecido Parece que pede um gargalo De galão cheio de água de não-vivido. Quero ter a […]

Leia Mais "Utilidade"

Artesanato

Há em todo homem uma porta Trancada pelo passado. Há em todo homem uma aorta Ligando o menino ao velho cansado. Uma mulher não é uma avezinha Cantando sempre, bela e carente Uma mulher não é uma partezinha De uma vida só, se bem que decente. São tantas certezas pra se afirmar E pouco publico […]

Leia Mais "Artesanato"

Maleiro

Passa amanhã, menino. Pede outra dia um pedaço Desse meu traje feminino Delicado no laço. Digo que venha outra hora que não essa E de repente some no morro Foi buscar uma qualquer peça Pra cambiar nesse meu aforro. Esse rapaz não dá sossego Troco por nada o que há tanto conservo E ele só […]

Leia Mais "Maleiro"