Jamé

Visitem-me os passarinhos

Cansados de voar

Pertençam a mim seus ninhos

Abandonados de tanto esperar.

Eu, essa flor curiosa

Ofertada ao seu nariz

Não quer ser saudosa

Pelo que dela se diz

Não quer ser bela

Porque dela se admiram as aves

Quer ser simples ela

Sem falhas muito graves

Sem conquistas exuberantes

Só uma flor no jardim de você

Crescendo sob Sois latejantes

Se alimentando do que vê. 

Quando chegarem ervas de fedor

E a peste negra que em tudo se lança

Exalarei um perfume de amor

Para atrair coloridas borboletas da esperança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s