Sorvete

Do que serve a ferida

Se dela não fizer virtude nem canção?

A saudade é uma via corrida

Invades na contramão!
Entre tantos fortes braços e quentes beijos

O toque mais delicado de seus dedos

Tem a força de um Titã a segurar meus desejos

E é tão frágil perante seus medos.
Nada de sentimentos e eufemismos

Quando o mesmo tom de segurança

Confessa inverdades e cinismo

Invade e corrompe de minha alma a esperança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s